Ligue: (41) 3359-9729

Passarinho, que som é esse? – Como é o som da Bateria

Você já teve a curiosidade de saber como é o som da bateria? Confira no vídeo abaixo a apresentação da música Passarinho, quem som é esse? – Bateria. Uma composição de Hélio Ziskind para o programa Castelo Rá-Tim-Bum, produzido nos anos 90 pela TV Cultura. Logo abaixo, veja algumas curiosidades sobre este belo instrumento.

Passarinho, que som é esse? – O som da Bateria

Curiosidades sobre a bateria

A bateria é considerada um dos mais antigos instrumentos do mundo, pois desde os tempos pré-históricos, os homens das cavernas já andavam por aí batucando com seus tambores. Os tambores antigos eram feitos com troncos de árvores ocos, cobertos com a pele de algum animal, e faziam parte das festas e rituais religiosos em muitas civilizações antigas.

Do que é feito o som da bateria?

Partes da Bateria

Uma bateria moderna é feita de vários materiais, que apresentam sons bem diferentes, mas é basicamente o conjunto de 6 elementos:

  1. Prato de condução (metal)
  2. Surdo (madeira e pele/plástico)
  3. Tom-tom (madeira e pele/plástico)
  4. Bumbo (madeira e pele/plástico)
  5. Caixa (metal e pele/plástico)
  6. Chimbau (dois pratos de metal)

Além desses itens essenciais, muitos bateristas vão adicionando outras peças para criar sua própria sonoridade. Alguns usam vários pratos, ou colocam mais tons e também outras peças de percursão. Em alguns estilos musicais, os bateristas tocam até com dois bumbos. :-O

A bateria na era digital

No começo da década de 1970 surgiu a bateria eletrônica, uma versão digital do modelo convencional de bateria. Diz-se que a primeira bateria eletrônica foi criada por Graeme Edge, baterista da banda The Moody Blues, com a colaboração do professor Brian Groves da Universidade de Sussex, na Inglaterra.

Uma bateria eletrônica segue basicamente a mesma estrutura da tradicional, mas com uma grande diferença: os Pads. Ao invés de usar peças analógicas para produzir os sons, a versão eletrônica da bateria usa Pads, que são sensores de pressão. Estes sensores recebem o impacto da baqueta, ou pedal, e transformam a informação digital em sons com a ajuda de um sistetizador.

Toda essa tecnologia permite simular, numa mesma bateria, os sons de praticamente qualquer instrumento. Isso abriu muitas possibiliades sonoras para os bateristas, mas mesmo assim o uso das baterias eletrônicas ainda é bem menos popular do que em sua versão original.


Gostou de conhecer mais sobre este instrumento?
Que tal aprender a tocar uma Bateria?

Agende uma Aula Experimental Gratuita!

Deixe um Comentário