Ligue: (41) 3359-9729

Dia mundial do Rock

O dia 13 de julho é reconhecido no Brasil como o Dia Mundial do Rock. A data foi escolhida em homenagem ao megashow Live Aid, que aconteceu em 13 de Julho de 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, que participou do evento. Ele compartilhu o palco com outros artistas e bandas de Rock: Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2 entre outros. Continue lendo e saiba mais sobre essa incrível história.

História do Dia Mundial do Rock

Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou um evento chamado Live Aid, com shows simultâneos na Inglaterra e nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia. O evento chamou a atenção de todo o mundo por ter a presença de muitos artistas famosos na época. Entre os participantes, estavam The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.

Apesar de se chamar “Dia Mundial do Rock“, a data só é comemorada aqui Brasil. Ela começou a ser celebrada em meados dos anos 1990, quando duas rádios paulistanas dedicadas ao rock – 89 FM e 97 FM – começaram a mencionar a data em sua programação. A celebração foi amplamente aceita pelos ouvintes e, em poucos anos, passou a ser popular em todo o país. Entretanto, essa data é completamente ignorada em todo o resto do mundo.

Quais outras datas poderiam ser o Dia Mundial do Rock?

Por ser uma data definida arbitrariamente e sem respaldo em outros países, especialistas em música contestam essa escolha. Eles sugerem outras datas que seriam mais significativas para a história do rock e que, portanto, mereceriam ser o verdadeiro Dia do Rock. Entre elas, estão o dia 5 de julho, quando, em 1954, Elvis Presley, ao lado de Scotty Moore (guitarra) e Bill Black (contrabaixo), gravaram uma versão de That’s All Right de Arthur Crudup, ou então o dia 9 de fevereiro, quando, em 1964, a banda The Beatles se apresentou pela primeira vez nos EUA.

Fonte: Wikipédia

Mas a data não é tão mundial assim. “Nem os americanos nem os ingleses levaram a sério. Só brasileiros e as rádios rock do Brasil, desde aquela época, passaram a considerar esse o Dia do Rock”, explica o cantor, radialista, compositor ícone oitentista e jornalista Kid Vinil, autor do livro Almanaque do Rock. (…)

No mesmo dia, shows em outros países, como Austrália e Alemanha, foram feitos para apoiar a causa. As apresentações foram transmitidas para cerca de 150 países e alcançaram aproximadamente 2 bilhões de espectadores. Segundo Kid Vinil, as rádios rock brasileiras passaram a celebrar a data em meados de 1987, ano também conhecido como o do nascimento da SUPER. A partir daí, mais eventos acabaram acontecendo para comemorar, e a coisa foi se espalhando. “Para os gringos, o Dia do Rock é todo o dia. Aqui tinha que ter um dia, pois infelizmente não somos o país do rock”, comenta Kid Vinil.

–– Superinteressante

Apresentação lendária que deu origem ao Dia Mundial do Rock

Dia Mundial do Rock - Live Aid - Ritmo e Som

Foto por Squelle [CC BY-SA 3.0 or GFDL], de Wikimedia Commons

Ainda mais impressionante foi a lista dos gigantes do rock que participaram do evento: The Who, Elton John, Mick Jagger, David Bowie, Tina Turner, Paul McCartney, Bob Dylan, Black Sabbath, Crosby, Stills, Nash & Young e o Queen, que ficou marcado por uma performance poderosa no Wembley.

Mesmo com uma escalação tão imponente, o Live Aid foi muito mais memorável por sua missão do que por sua música. Não teve nenhum momento para rivalizar com o lendário despertar do Woodstock com “Star Spangled Banner” de Jimi Hendrix, por exemplo. No Reino Unido, o futuro Sir Bob Geldof é carinhosamente lembrado por incitar os espectadores da transmissão ao vivo da BBC (…). Ele foi, no entanto, uma presença constante e intimidante nas telas durantes os intervalos dos shows e, em um dado momento, utilizou um palavrão para pedir ao apresentador da BBC que incentivasse as doações por telefone em vez de fazê-las por correio. Seus esforços ajudaram a tornar o Live Aid um sucesso esmagador e um modelo no qual futuros eventos de arrecadação de fundos se baseariam.

–– History

O megashow Live Aid teve um enorme impacto e visibilidade internacional pelo seu objetivo humanitário. Assim ficou gravado na história da música como um evento icônico, que reuniu muitos artistas renomados em diversos países por uma mesma causa. Acredito que essa seja a razão, uma união mundial de artistas em diversos países, que nos deu a percepção de adotar essa data como o nosso Dia Mundial do Rock.


Quer saber mais sobre o esse gênero tão incrível que é o Rock? Leia nossa série de artigos onde falamos mais sobre a História do Rock

Deixe um Comentário